Acompanhar a dependência química de um ente querido é uma situação que causa muita dor e sofrimento para a família e consequentemente, o dependente sofre junto, mas o vício acaba sendo maior que a própria dor e por isso pode haver resistência ao tratamento.

Pensando nisso, você já ouvir falar em resgate para dependentes químicos? É uma alternativa que muitas famílias têm de poder ajudar e resolver os problemas causados pelo o uso de entorpecentes.

Se você conhece alguém ou até mesmo esteja passando por esse momento de se livrar das drogas, acompanhe esse artigo, para obter mais informações, pois é um tema importante para a nossa sociedade em geral.

Sabemos que o uso de qualquer entorpecente é considerado um problema sério que leva risco a saúde, e por muitas vezes causa danos irreparáveis para o usuário e até mesmo para a família que o acompanha. Por isso, cada vez mais clínicas e instituições vem oferecendo serviços de remoção ou resgate para usuários de drogas. É uma opção mais segura e tranquila para o processo de reabilitação do paciente.

Mas afinal, o que significa resgate para dependentes químicos?

Consiste em transportar o usuário de drogas até a clínica ou instituição onde ele vai realizar o tratamento para a recuperação do vício.

Esse resgate pode acontecer de duas formas:

  • Voluntario: o transporte do paciente é acompanhado por profissionais, socorristas e enfermeiros para a clínica.
  • Involuntário: é o mesmo procedimento do resgate voluntário, porém acontece quando o paciente discorda da necessidade do tratamento.

Independentemente qual for o tipo de remoção, o mais adequado é que ela seja realizada por uma equipe especializada por profissionais técnicos preparados para cada tipo de situação bem como: Socorristas altamente preparados e qualificados para preservar o bem-estar do paciente. E nisso podemos te ajudar!

Internação contra vontade é recomendado?

Cada clínica tem recursos e propostas diferentes, mas todas trabalham com objetivo de reabilitar o paciente que precisa de ajuda, até o ponto onde possa viver em sociedade novamente.

O que acontece é que o dependente está tomado pelo seu vício e ele já não consegue mais distinguir o que faz bem ou mal para si e para sua família, podendo causar consequências graves, inclusive a morte.

E é nesse caso que o papel da família entra que internar mesmo contra a vontade do paciente, é o caminho mais certo para que a pessoa retome a uma vida sem a dependência das drogas.

O resgate é viável?

Você precisa saber que poderá a qualquer momento, solicitar o pedido para o resgate de um dependente químico. Em casos em que não há chances do indivíduo se internar por vontade própria.

O resgate é feito de forma muito segura, desde que seja de uma instituição idônea, pois isso vale pesquisar antes. Nossa equipe possui profissionais treinados e capacitados, com vasta experiência em regastes de forma involuntária.

Nós oferecemos um resgate especializado e comprometido com a ética.

Quem poderá solicitar esse tipo de serviço?

Conforme a Lei Federal (Nº 10.216, de 2001) é possível fazer o uso desse tipo de intervenção: Parentes de primeiro grau, como filhos, irmãos, pai e mãe que poderão solicitar através da notificação do Ministério público sobre a internação e os motivos pelos quais deve proceder com essa intervenção. Esse processo tem o objetivo de evitar a possibilidade do uso de cárcere privado.

Quais os possíveis resultados a partir do resgate?

Com essa atitude da remoção para usuários de drogas é possível trazer para o indivíduo e para a família, uma conscientização maior do problema. A aceitação começa a ser mais bem compreendida por todos e facilita muito o processo de reabilitação.

Quando realizada de maneira correta e com todos os recursos necessários, as chances de conseguir sucesso durante o tratamento é grande, tornando bem mais fácil para todos. Por isso sempre que possível informe-se sobre a remoção para usuários de drogas e procure de alguma forma pela intervenção, para o bem do dependente químico e da família.

Agora entenda um pouco sobre: O surto psicótico e a dependência química

O surto psicótico pode ser caracterizado pela perda da noção da realidade numa “bagunça” de pensamentos.  Podendo haver quadros mais breves, leves e outros mais duradouros. Os sintomas podem aparecer de forma branda, como:

  • Desorientação temporal
  • Confusão mental
  • Insônia
  • Perda de apetite ou perda de peso

Ou de forma mais severa, como:

  • Ideias de perseguição
  • Ouvir vozes
  • Alterações comportamentais (falta de higiene, agressividade)
  • Desconfiança excessiva

Durante uma crise de surto psicótico, pode ocorrer uma perda da realidade, a pessoa pode confundir os pensamentos dela com fantasias. Não consegue separar o que são os pensamentos reais ou não.

É frequente entre indivíduos em surto, a sensação de estarem sendo perseguidos e muitas vezes podem cometer atos de violência contra pessoas próximas e elas.

Sabe-se que os dependentes de drogas são mais vulneráveis a apresentarem surtos psicóticos, pois podem desencadear uma agitação psicomotora, desorganizada e agressiva. As drogas que podem levar a esses casos são: crack, cocaína e ácidos.

Os surtos podem durar horas ou até mesmo semanas e seu tratamento pode variar conforme a gravidade, intensidade e histórico clínico. O uso de remédios e internações clínicas faz parte da reabilitação do paciente com esse quadro.

A medida preventiva tem associação com a segurança do paciente, ou seja, deve-se ajudar a pessoa a se sentir protegida. O surto psicótico é uma emergência médica e exige tratamento especializado e seguro.

Esperamos que de alguma forma, essas informações tenham sanado suas dúvidas sobre resgate de dependentes químicos.

Precisa de ajuda com seu filho, filha ou outro ente querido? Entre em contato, estamos à disposição e ficaremos satisfeitos em ajudá-lo.

Este serviço é direcionado não apenas para casos que necessitarem de medicação de urgência, mas também para momentos em que uma avaliação clínica mais apurada se faça necessária, como:

  • Casos onde haja suspeita de intoxicação, seja de drogas ou de remédios;
  • Casos de abstinência, com sintomas clínicos associados, que necessitem cuidados não só durante o Resgate, como também na admissão a Clínica de destino, onde o Médico da Brasil Emergências, médicas poderá passar com maior precisão os dados para a equipe, além de prestar um suporte mais adequado durante a remoção;
  • Casos de agitação psicomotora ou de sintomas psicóticos mais pronunciados, com agressividade ou ideação suicida grave;
  • Quadros psico-orgânicos (demências) e outros, onde haja outras síndromes clínicas associadas, tornando a abordagem medicamentosa de urgência mais delicada.

 

Resgate Simples é o transporte do paciente por ambulância, acompanhado por equipe de socorrista e enfermagem, até a instituição indicada sem necessidade de intervenção médica.

Ocorre normalmente quando o paciente se encontra na ambivalência em relação ao tratamento que irá receber.

Resgates Aéreos são geralmente a melhor opção para pacientes de outros estados do Brasil ou América do Sul que necessitem de internações em clinicas distantes de seu domicilio.

São indicados para assegurar o conforto do paciente e principalmente evitar um tempo muito longo de sedação. Esta modalidade necessita da presença médica.

 

Resgate – Involuntário

Nos casos em que o paciente necessitar, mas não aceitar o tratamento, a família tem o direito de contratar a remoção involuntária, conforme dispõe a lei federal 10.216, de 6 de abril de 2001.

A remoção involuntária tem a presença constante de um (a) enfermeiro (a) e um auxiliar, com o objetivo de abordar o (a) paciente que resistir ao tratamento.

Será previamente combinado com os familiares ou responsável do (a) paciente, o local e horário da abordagem, para que a remoção seja realizada sem transtornos, de forma pacífica e sem riscos ao (à) paciente e à equipe.

Após a abordagem, o (a) paciente será encaminhado (a) até a instituição designada.

 

Resgate – Descaracterizado

É a técnica onde os profissionais da Brasil Emergências Médicas abordam o paciente sem seus uniformes de trabalho, com o objetivo de evitar reações agressivas e discrição do serviço. Usando um pretexto de aproximação previamente combinado com familiares, amigos e ou profissionais envolvidas na operação.

Ocorre, em geral, quando o paciente está transtornado devido ao uso de drogas ou durante um surto psicótico, podendo colocar em risco sua vida ou a vida de terceiros.

Também, nessas circunstâncias, pode ser necessário o uso de medicação para o transporte do paciente até a instituição indicada. Sendo necessário o acompanhamento médico nesses casos.

 

Resgate – Compulsória

Este tipo de serviço ocorre quando há determinação judicial para internação involuntária do paciente. É bem parecida com a remoção Involuntária, porém, com a intervenção judicial. Oficial de justiça e polícia militar

A remoção compulsória tem a presença constante de um (a) enfermeiro (a) e um auxiliar, com o objetivo de abordar o (a) paciente que resistir ao tratamento.

Será previamente combinado com os familiares ou responsável do (a) paciente, o local e horário da abordagem, para que a remoção seja realizada sem transtornos, de forma pacífica e sem riscos ao (à) paciente e à equipe.

Após a abordagem, o (a) paciente será encaminhado (a) até a instituição designada.

A equipe de profissionais que acompanham essa remoção é composta por: motorista socorrista, enfermeiro (a) e auxiliar, se necessário o médico presente.

 

ambulatorial-brasil

Solicitar contato para este serviço